A disputa entre os lados

Woman sitting in an empty abandoned attic

Nós sobrecarregamos os nossos pensamentos e a nossa vida, as coisas passam a fugir de nosso controle e, claro, ficamos deprimidos por não conseguirmos dar um passo que seja – por causa desse peso todo – para retomar as rédeas. A vida vai passando e a gente ali, criando raízes, com a sensação de que elas vão se fincar cada vez mais no chão e nunca mais vamos sair desse lugar.

Eu tenho aprendido a usar filtro em meus receptores, tentado enxergar que não está ao meu alcance como ser humano manter/ser/fazer tudo o que eu gostaria e tentado priorizar o que é realmente importante e essencial agora. Mas é tão difícil.

Já parou para reparar na força que o cérebro tem de controlar absolutamente tudo? Isso é ótimo, mas só quando não existe disputa de controle entre os seus lados. Nesse caso, não dá para ter a menor noção de qual que vai continuar lutando e ganhar ou desistir. Enquanto isso, eu vivo precisando de resgate para me recuperar um pouco antes de continuar essa batalha que parece que nunca terá fim.

Fazer um comentário