Quando você olhar no espelho e se sentir triste, faça essa pergunta:

Não é um antes e depois, são fotos tiradas com segundos de diferença.

Não é para dizer que um dos corpos é pior que o outro, e sim pra mostrar que o mesmo corpo pode ter várias formas, dependendo de como eu me apresento e do ângulo que você olha.

Nem é pra dizer que você não deve querer e trabalhar para ter o corpo da esquerda, é só pra sugerir que você não se machuque (física ou psicologicamente) tentando chegar lá.

Mas também é pra dizer que se o corpo da direita te parece feio, é só porque você foi bombardeada desde sempre por uma cultura que te vende isso. Uma cultura que lucra com isso todos os dias. Com o seu desespero para não ser vista como o que te disseram que é feio.

Quando você olhar no espelho e se sentir triste com o reflexo, faça essa pergunta: o que exatamente eu acho que esse corpo vai me fazer perder? Pense de verdade sobre isso. Na maioria das vezes, a resposta vai ser NADA.

Gordura, celulite, estrias, nada disso diminui sua inteligência, sua capacidade, suas habilidades, e muito menos o amor das pessoas que se importam com você de verdade, com você inteira, corpo e alma. Porque elas sabem que você é muito mais que um corpo. E está na hora de você descobrir isso também.

Mirian Bottan viveu boa parte de sua vida sofrendo com a bulimia e anorexia. Em seu processo de recuperação aprendeu muito e hoje sente a necessidade de compartilhar esses aprendizados com o mundo, partindo de suas próprias experiências, a fim de ajudar pessoas que também estão passando por esses problemas (algumas, sem nem ter ideia disso).

Fazer um comentário