Educação sexual não é para ensinar as crianças a fazer sexo

Pode parecer óbvio para você, mas ainda não é para muita gente. Há quem fique completamente arrepiado quando ouve falar sobre educação sexual para crianças por acreditar que o certo é criança nem saber que esse tipo de coisa existe, que existe idade certa para introduzir esse tipo de assunto na vida delas, que vão ensina-las a fazer sexo, enfim, mas não é nada disso.

Educação sexual serve para ensina-las, principalmente, sobre o seu próprio corpo e o comportamento dos outros com relação à ele. As pessoas precisam entender isso. Precisam entender que esse tipo de educação PRECISA começar o MAIS CEDO possível, pois abusos sexuais acontecem em qualquer idade.

É muito comum crianças sofrerem abusos sexuais e não terem a menor ideia que se trata disso. É muito comum elas sentirem desconforto em diversas situações e ficarem confusas por falta de conhecimento. Até nós, adultos, que já temos malícia, passamos por isso muitas vezes, imagina elas que não tem ideia do quão horrível esse mundo pode ser? Essa confusão provoca diversos sentimentos terríveis e faz com que elas se calem ainda mais.

Tudo isso se resolve a partir do momento que elas entendem que existe partes privadas em seu corpo e no corpo de outras pessoas, que ninguém pode toca-lo sem permissão e que se isso acontecer, ela precisa comunicar uma pessoa de confiança.

Pipo e Fifi é um premiado livro que funciona como uma ferramenta de proteção, explicando às crianças, a partir dos 4 anos de idade, conceitos básicos sobre o corpo, sentimentos, convivência e trocas afetivas. De forma simples e com ilustrações lindas e lúdicas, ensina a diferenciar toques de amor de toques abusivos, apontando caminhos para o diálogo e a proteção.

O livro foi criado pela Caroline Arcari e Isabela Santos.

Caroline é pedagoga, especialista em Educação Sexual pelo CESEX-Brasília e Educadora Social com experiência na elaboração e condução de projetos voltados para crianças e adolescentes nas áreas de prevenção de violência sexual. Além de escrever, atua como presidente do CORES e como gestora do projeto social ESCOLA DE SER.

Isabela Santos é formada em Design Gráfico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, trabalha na área de ilustração infanto-juvenil desde 2002. Ilustra revistas como: Atrevida, Decorar Mais por Menos, Atrevidinha, e também livros para as editoras FTD, Pitágoras, Zatti. Foi finalista no concurso de ilustração da Folha de São Paulo, categoria Infantil.

O site do Pipo e Fifi é maravilhoso. Ensina até a gente a saber o que é violência sexual – que está longe de ser “apenas” o sexo em si -, como podemos perceber que a nossa criança está sofrendo algum tipo de violência sexual, quem pode ser o abusador, o que devemos fazer em caso de suspeita de abuso, enfim.

Tem também o livro para comprar e vários cursos sobre o assunto para fazer, além de diversos conteúdos que dá para nós trabalharmos com elas em casa e os professores na escola. Vou até mostrar para a dona da escola de Alice para que ela compartilhe com as professoras.

Hoje em dia as crianças adoram ver desenhos no YouTube e eles tem alguns vídeos que podemos colocar para elas assistirem, como esse abaixo, por exemplo:

Tem muito conteúdo para os adultos nesse mesmo canal também. Recomendo muito assinar e acompanhar.

Vamos todos nos informar mais sobre esse tipo de assunto? É muito importante para protegermos as nossas crianças.

Fazer um comentário