Não tire os smartphones e tablets das crianças!

Alice estava quietinha, quando fomos olhar, lá estava ela escrevendo na parede. Qual foi a nossa surpresa quando vimos que ela escreveu o nome de um dos desenhos que ela adora? O ABC Candy Bots? Nem vou apagar, vou dar um jeito de ficar bem aparente inclusive, afinal, é o quartinho dela e ela pode decora-lo também, ainda mais com algo bacana assim 🙂

Mas não é disso que vim falar.

É que fiquei pensando o quanto é louco ver que ela acabou de fazer cinco anos e já está escrevendo as coisas principalmente graças aos aplicativos que sempre insentivamos em casa mesmo vários médicos dela sendo contra. A gente trocava de médico mas não tirava os aplicativos. Século 21, sabe? Os dispositivos móveis estão praticamente colados nas mãos das pessoas, por que as crianças não podem ter acesso? Não digo ficar o dia inteiro com eles grudados na cara e não fazer outras coisas, claro. Limite é tudo.

Sempre insentivamos por perceber que ela adorava e tinha facilidade em aprender com eles. Alice sabe em português e inglês os números, alfabeto, nome de bichos, formas, cores, etc. Ela escreve várias coisas, lê outras (sem juntar ainda, soletrando). Ela ainda não usa muito a fala para conversar mas sabe as palavras direitinho e os aplicativos ajudaram demais ela nisso tudo. Eu vou proibir? Limitar absurdamente? Jamais! Agora dá um livro e um caderno para ver se ela faz qualquer coisa? Faz por obrigação, de saco cheio, pois ela não gosta de fazer assim.

Sempre acreditei que gostoso mesmo é aprender da forma que nos dá prazer e existe forma pra caramba por aí. Infelizmente isso não é incentivado, é praticamente proibido e temos é que seguir esse formato falido que nos é imposto desde sei lá quando.

Acho isso uma droga como qualquer coisa que nos “forçam” a fazer. Sou super contra. Sou super a favor da liberdade e é isso que sempre quisemos para Alice. É isso que a gente tenta todos os dias proporcionar pra ela. A escola que estamos vendo para o ano que vem pensa exatamente como a gente e vai muito além, o que é maravilhoso inclusive para nós como aprendizado. Se ela não curte caderno e curte tablet, então é com isso que ela vai trabalhar. Respeito, sabe?

Mas enfim, esse papo é longo e mais pra frente falo a respeito. Hoje eu só vim falar mais uma vez e mostrar que os aplicativos são aliados também das crianças, inclusive as especiais como ela, não cometa o pecado de tirar isso delas. Observe, controle, participe, mas jamais tire isso delas.

Fazer um comentário